Letters to my son

O regresso das férias com direito a companhia do primo para além da mãe, todos os dias, todas as horas. A primeira pancadinha na cabeça, as noites “normais” em que só acordas uma vez durante a noite e que por isso tudo descansa mais lá em casa.
E o tempo que passas a “falar” num só jeito só teu ao final do dia com o teu pai. Como se tivesses a fazer as queixinhas do teu dia e onde o teu pai te conta como foi o dia dele. Tudo isto com uma banhoca boa. E as manhãs em que acordas logo cheio de vontade para “falar” com a tua mãe, para contares como vai ser o teu dia e como no futuro vais mudar o mundo.
Mais viagens, desta vez a Tomar para conhecer mais do passado da tua família. Para ver o pai e o tio a trabalharem no campo enquanto a mãe, a tia e a tia-avó trabalhavam na casa. Depois a viagem com amigos dos pais, num fim-de-semana de piscina, churrascos e descanso… E colo, sempre muito colo das “tias” e “tios” que não resistem à tua “fofice”.
Se tu te pudesses lembrar da alegria da mãe na manhã da primeira noite que tu dormiste a noite toda sem parar. Priceless… E logo depois umas noites em que não deixaste dormir ninguém, em que estavas chateado com o mundo. Todas as tuas expressões enquanto “falavas” com os avós e tia da ilha, como se estivesses a sugar toda a aprendizagem e queres comunicar com eles, numa língua que só tu entendes e que todos nós tentamos compreender a pouco e pouco.
Depois mais uma ida à praia, desta vez na Costa da Caparica, onde voltaste a pisar areia e onde dormiste um sono dos anjos na toalha da mãe, em plena sombra da tenda e do chapéu, mas sobre a areia da praia. E que no mesmo dia estiveste na tua primeira piscina, sentadinho com água pelo cuzinho sempre com o primo Tomás a molhar-te as perninhas.
E as noites mal dormidas em que assim que a chucha caía era logo um berreiro de todo o tamanho. E o fim-de-semana no Alentejo? Em que mergulhaste pela primeira vez numa piscina. E logo em três dias seguidos, ao final do dia, em que primeiro foste com a mãe, depois com o pai e no fim com a avó. Depois vês os vídeos que o teu pai babado foi fazendo enquanto estavas de sorriso enorme e ias dando às perninhas e aos bracinhos. Em que aproveitaste para dormir sestas depois de almoço ao colo do pai, os dois de boca aberta enquanto na televisão dava a Volta a Portugal em Bicicleta.
O regresso a Lisboa e os passeios pelo parque enquanto se vê o primo a andar de bicicleta e se exercita as pernas.
Três meses de amor que não se explica e que todos os que ainda não passaram por isto não percebem e os que passaram estão nas nuvens.

Quando o filho aprende com o pai, ambos dão risada. Quando o pai aprende com o filho, ambos choram.” William Shakespeare

365 Days 2018

Mais uma semana, mais uma montagem com as fotografias que coloquei durante a semana no Instagram. Para quem ainda não segue, basta procurar o “intersrd” ou então clicar aqui no link. Esta semana fiz um pequeno “passeio” pelas fotografias que fui tirando durante o World Bike Tour em que participei no domingo passado em Lisboa. Desde o início da corrida, passando pela minha bicicleta na starting line, o outros participantes antes da corrida, a partida da corrida e por fim a imagem da bicicleta dentro do carro, pronto para voltar para casa. Por fim, duas fotografias do meu herdeiro, uma delas na primeira vez que foi à piscina com o pai e outra de uma das prendas que ele recebeu de um dos “tios”.

Colagem 32_2018

Eu sei que já disse aqui que iria contar como foi a minha participação no World Bike Tour e não está esquecido. Em breve estará por aqui um post sobre a corrida/passeio.

365 Days 2018

Para mais uma semana em que coloco uma fotografia todos os dias no meu perfil do Instagram, deixei fotografias mais actuais, algumas delas tiradas durante o próprio dia. As três dos Açores, da zona das Sete Cidades, são as mais antigas das colocadas. As restantes quatro foram tiradas durante a semana que agora termina. Desde as fotografias do dia em que fomos à praia da Costa de Caparica e em que o meu herdeiro foi à piscina de casa molhar os pés e divertir-se à grande; passando pela minha própria sombra a caminho do trabalho de manhã; e as bicicletas que iam oferecer (e eu tenho uma) na World Bike Tour 2018, que ocorreu hoje e que eu não vou deixar passar de contar como aconteceu aqui no meu castelo.

Colagem 31_2018

Ainda durante esta semana vou deixar aqui um texto sobre como foi o passeio junto ao rio Tejo, entre Belém e a Praça do Comércio.

365 Days 2018

Depois de um fim-de-semana passado entre amigos, nada melhor do que regressar ao nosso lar e tratar da montagem das fotografias que coloquei esta semana no meu perfil do Instagram (link).
Durante esta semana aproveitei para colocar algumas fotografias mais actuais e outras mais antigas. Desde fotografias do Rijksmuseum, com animais embalsamados; passando por uma das bóias em forma de flamingo, que tanto esgotaram no passado; continuando numa estátua feita em madeira, em que personifica uma pessoa deitada a apanhar sol; passando pela fotografia da Praia da Figueirinha perto de Setúbal; terminando numa fotografia de uma nova máquina presente no Pingo Doce de Telheiras, para recarregar garrafas de água a 18 cêntimos. Mesmo por fim, coloquei uma fotografias dos pés do meu herdeiro enquanto dormia no seu next to me.

Colagem 30_2018

Assim que reunir mais informação sobre a Eco, a máquina que carrega garrafões reutilizáveis, colocarei aqui um artigo sobre a forma de funcionar da máquina e como se carregar os garrafões que já temos.

365 Days 2018

Mais uma semana de fotografias, mas com uma grande mistura de conceitos, locais e dispositivos. Começando com uma fotografia do logotipo de um restaurante açoreano, o Restaurante da Associação Agrícola de São Miguel, um dos melhores para comer bons bifes de vaca; continuando pelo trem de aterragem de um avião da SATA (ou Azores Airlines); passando depois por um barco construído à escala, que se encontra presente no Museu Rijksmuseum em Amesterdão. Coloquei também uma fotografia da entrega bastante original dos bonecos do bolo do meu casamento; e duas fotografias dos locais onde passei o fim-de-semana a trabalhar para limpar aos terrenos à volta da casa da família. Por fim, a fotografia das mãos do meu herdeiro no dia em que fez os 2 meses de vida.

Colagem 29_2018

Sobre a entrega dos bonecos do meu bolo de casamento, mais tarde vou deixar aqui um texto escrito a contar como correu toda a história desde o início até à entrega dos bonecos.