365 Days 2019

Tal como prometido esta semana as fotografias que fui colocando no meu Instagram foram quase todas relacionadas com a Festa dos Tabuleiros de Tomar. Com a excepção da fotografia de um pôr-do-sol em Lisboa com umas cores  bastante avermelhadas, todas as restantes foram relacionadas ou com os tabuleiros ou com as ruas enfeitadas. Desde de uma das carroças toda enfeitada para o cortejo, passando pelos tabuleiros todos decorados a preceito, continuando pelo jardim onde todos os tabuleiros (748 no total, um recorde) estavam em exposição e terminando em algumas da inúmeras ruas que foram decoradas para que todos contemplassem a criatividade dos moradores das mesmas.

Colagem 28_2019

Ainda existem muitas fotografias das ruas de Tomar, mas as mesmas já foram todas tiradas com a minha máquina fotográfica. Vou tentar deixar mais algumas para matar saudades ao longo dos próximos 4 anos em que não haverá Festa dos Tabuleiros.

365 Days 2019

Mais uma semana que está a terminar e como tal mais uma montagem das fotografias que fui colocando no meu perfil do Instagram (@intersrd). Esta semana começou logo com a comemoração das Bodas de Algodão do meu casamento, e como tal aproveitámos para ir experimentar um restaurante na zona do Chiado, o Boa-Bao. No dia seguinte, junto ao aeroporto de  Lisboa, dei logo de caras com vários estacionamentos que fizeram com que todas as pessoas tivessem que ir pelo meio da estrada para passar. Já depois do meio da semana fui ao SAS Fórum Portugal no Centro Cultural de Belém. A ida ao evento de um software da área da gestão de informação (SAS) que serviu também para reencontrar bastantes colegas da universidade. O fim-de-semana serviu para ir passear a Tomar, para ir ver a Festa dos Tabuleiros. Durante as próximas semanas vou colocar no meu Instagram várias fotografias que fui tirando ao logo do dia às ruas enfeitadas e aos tabuleiros que são levados durante as várias procissões por dentro da cidade. Por isso apareçam por lá para deixar a vossa opinião sobre qual a rua que ficou melhor enfeitada. Por fim uma fotografia do meu herdeiro a aprender a andar de carro… Para já ainda com o carro parado e desligado, mas com a buzina a trabalhar.

Colagem 27_2019

Será que é desta que volto à escrita?! Tenho alguns textos em mente sobre os últimos tempos, mas a verdade é que o tempo não tem deixado vir cá deixar algumas dicas sobre sítios ou eventos a que fui. Quem sabe se será esta semana…

365 Days 2019

Pode-se dizer que estamos a meio do ano e a meio da foto do dia de 2019. Um projecto como estes, em que se coloca uma fotografia todos os dias implica muita vontade para mostrar o trabalho, quando até sabemos que não é visto assim por tantas pessoas. Mas em que todas as pessoas são bem vindas a ver, deixar um “gosto” e até a comentar as fotografias. Nesta semana coloquei fotografias bem recentes, muitas até do próprio dia em que as tirei. A começar um estacionamento bem artístico, como muito que vemos na cidade de Lisboa; continuando por edifício abandonado no jardim da Quinta das Conchas; seguindo depois por duas fotografias a identificar os novos destinos e novos aviões da TAP Air Portugal; e de seguida por uma fotografia afastada do Estádio da Luz; e por fim por uma fotografia do meu herdeiro a dormir ao meu colo depois da actuação dele na festa de fim de ano lectivo da creche dele e outra do meu herdeiro ao colo da minha esposa, amor da minha vida e mãe dele.

Colagem 26_2019

Fica mais uma montagem das fotografias que coloquei durante a semana no meu perfil do Instagram em www.instagram.com/intersrd. Não deixem de passar pelo perfil, seguir o mesmo para não perderem nenhuma fotografia e até deixar um gosto e um comentário numa ou mais fotografias.

365 Days 2019

Mais uma semana, mais um post com a montagem das fotografias da semana passada. Para esta semana decidi colocar fotografias bem actuais e de pequenos passeios que fui fazendo por Lisboa. Entre o Parque Eduardo VII durante a 89ª Feira do Livro de Lisboa e o jardim do Campo Grande durante o Somersby Out Jazz aproveitei para tirar algumas fotografias dos espaços e dos meus mais que tudo. De forma a que os passeios dessem para tudo, também tirei fotografias  durante um passeio à Quinta das Conchas em que fiquei a conhecer alguns espaços do jardim e passei por algumas paredes de arte urbana que existem no Lumiar..

Colagem 25_2019

Para quem quiser ficar a saber onde e quando é que haverá o Somersby Out Jazz em Lisboa, basta passar no site deles em www.ncs.pt/outjazz. Se o tempo estiver bom, até Setembro ainda volto a dar um salto lá.

Letters to my son

E eis que se passou mais um mês. O primeiro depois do teu primeiro aniversário. E que aniversário…
Uma festa cheia de amigos onde pudeste brincar com pequenos e graúdos e andar de colo em colo durante toda a festa. No fim ainda entraste numa outra festa relacionada com o futebol em Portugal. Depois um dia conto-te melhor. Mas o primeiro mês após o primeiro ano de vida não teve apenas uma festa; no dia seguinte foste à festa de aniversário do afilhado do teu pai. Uma festa num jardim com direito a algumas guloseimas e muitos colos.
Depois tempo para estares com o avô paterno no mesmo fim-de-semana em que se passaram mais umas eleições em Portugal. Quando tiveres 18 anos não faças como está a ser feito agora: as pessoas não vão votar. Por isso fica aqui a nota para tu ires sempre votar, para que dês sempre a tua opinião sobre o que está a ser votado ou eleito.
Uns dias depois mais uma festa, desta vez da mãe. Primeiro uma festa por casa em que só estiveste presente no início da mesma e depois outra no Sardoal, em que até te mascaraste a preceito para a festa temática que a mãe decidiu criar. E apesar do barulho que volta e meia se fazia, tu dormiste a noite quase toda. Antes ainda do regresso a Lisboa, um passeio ao rio e uns vídeos guardados para tu ficares a saber o quanto te divertiste a chapinhar no rio.
No regresso a Lisboa surgiram as birras para comer e para dormir. Começa a ser um “habitué” durante este mês em testares a paciência do pai e da mãe. Mas a verdade é que com birras ou sem, sempre comeste tudo e sempre foste dormir com maior ou menor esforço. Foi numa dessas vezes que reparei que quando respiras fazes uma pequena covinha no nariz que te deixa ainda mais fofo e que faz esquecer todas aquelas birras que volta e meia fazes. Antes de finalizar este mês ainda tiveste direito a brincar com um “primo” emprestado que passou o dia em casa durante um pequeno almoço de Santos Populares.

It is easier for a father to have children than for children to have a real father.” by Pope John XXIII